O baiano Clayton Casaes, da Jasmim Distribuidora: “pacote completo” com venda online, divulgação, envio e sistema antifraude.

O Mercado Pago faz parte de um ecossistema, uma grande família de serviços com a missão de democratizar o acesso ao mundo financeiro e incentivar o empreendedorismo. Um serviço importante que se conecta a outros de igual importância. Juntos, esses serviços oferecem soluções completas para o seu negócio. Quem decide começar a vender pela internet, por exemplo, pensa logo no Mercado Livre, que é um marketplace já bastante reconhecido. Para aumentar sua própria segurança e a dos compradores (e, com isso, aumentar também as vendas), esse novo vendedor escolhe usar o Mercado Pago para gerenciar as transações financeiras. Para enviar os produtos, ele aproveita as parcerias, facilidades e descontos do Mercado Envios. E assim por diante.

Também fazem parte dessa “família” a maquininha Point  (que permite receber pagamentos com cartões de crédito físicos), o cartão pré-pago, que usa o saldo da carteira digital do Mercado Pago para fazer compras como se fosse um cartão de crédito, o Mercado Crédito, onde é possível pegar empréstimos com taxas bastante competitivas… E tem o Mercado Envios Full, que é o sistema de fulfillment.

O termo fulfillment significa “cumprimento, execução”. Ou seja, em logística, é o ato de cumprir (ou completar) o processo de compra de uma mercadoria, desde o pedido do cliente até a confirmação do recebimento da encomenda. Implícito no termo, está o conceito de eficiência. “O Mercado Envios tem um depósito que centraliza o estoque dos clientes e gerencia toda a logística de quem vende pelo Mercado Livre, automatizando e simplificando o processo”, explica o supervisor de Marketing do Mercado Pago, Eduardo Quintiliano.

Mas o fato é que, a cada serviço desses que o vendedor escolhe usar, faz mais sentido usar os demais, já que eles funcionam de forma integrada. Para mostrar isso a você, conversamos com dois clientes desse ecossistema, que nos contaram suas experiências e por que vale a pena manter “tudo em casa”.

Magno Nobres, 45 anos, é o gerente comercial da Mega Comércio MGM, que tem sede no Ceará. A empresa dele tem apenas cinco anos e já nasceu na internet. “Começamos diretamente no Mercado Livre, que é mais fácil de entrar, especialmente para quem é pequeno”, diz. “Só depois é que abrimos uma loja física e nosso sistema de vendas para indústrias por meio de telemarketing.” Magno conta que usou o Mercado Livre para fazer um “teste”, saber se as vendas pela internet seriam vantajosas. Deu mais certo do que ele supunha.

“Mesmo depois de abrir a loja física, 75% das nossas vendas ainda são online, porque têm mais visibilidade”, diz ele, que passou do segmento de motocicletas para o de ferramentas. “Usamos o Mercado Pago tanto na internet quanto na loja física, com a maquininha Point. É o nosso recebedor, mas também usamos o saldo para fazer nossas próprias compras no Mercado Livre ou em outros lugares, pelo cartão”, conta.

A empresa de Magno, que usa o Mercado Shops para gerenciar seus canais de vendas, já enviava os produtos para os clientes por intermédio do Mercado Envios. “É muito simples. O cliente compra, o sistema já libera a etiqueta e aí a postagem nos Correios é rápida”, elogia. “O único problema era o velho gargalo de entrega, porque os Correios ainda precisam melhorar muito, mas, agora, com o fulfillment, ficou bem melhor”, comemora. “Desde que entramos no Full, nossas vendas aumentaram 50%, porque conseguimos reduzir os prazos e os custos das entregas, então pudemos praticar preços mais agressivos e nossos produtos ficaram mais competitivos”, explica.

“Quando você transfere uma experiência de compra melhor ao consumidor, ele tende a converter mais”, ensina. “Hoje nossos clientes estão muito satisfeitos. Ninguém questiona mais se o produto vai chegar, mas apenas quando vai chegar. Acabou o medo, até porque o sistema protege o consumidor”, afirma, ele que está satisfeito com as ferramentas do ecossistema. “Já merece nota 10, mas eles sempre estão aumentando o leque de serviços.”

Clayton Casaes, de 35 anos, também compartilhou sua experiência. Ele é diretor comercial da Jasmim Distribuidora, que tem sede na Bahia. “Comecei há uns oito anos, vendendo no Mercado Livre umas coisas que eu tinha. Daí vi que o sistema era fácil de usar e comecei a anunciar e aumentar as vendas. Fui explorando melhor a ferramenta do Mercado Livre e cadastrando mais produtos. Foi aí que abrimos a empresa”, relata. “Em 2015, vendíamos de tudo um pouco, mas depois fomos nos fixando no nicho de máquinas e ferramentas, que é uma área com a qual me identifico e conhecia uma boa distribuidora. Assim, fomos crescendo mês a mês”, narra. “Chegamos a crescer 30% ao mês. No Mercado Livre, estávamos na contramão da crise”, acrescenta. “No início, usávamos só o Mercado Livre, o Mercado Pago e o Mercado Envios mesmo, até porque eles são tão bem integrados que parecem interligados”, ri.

“Hoje, uso todos os serviços que eles oferecem. Faço pagamentos com o saldo do Mercado Pago, pego empréstimos, uso a maquininha Point e o fulfillment também”, diz.

“Com o fulfillment, meus fornecedores entregam diretamente no endereço do Mercado Livre, o que facilita bastante minha logística, porque sei que não param no estoque e, quando a venda é feita, eles já emitem a nota fiscal, embalam e enviam para o cliente, além de oferecerem frete grátis sem custo extra para nós”, explica.

“Estou satisfeito e vou continuar utilizando. Existe uma comissão, é claro, mas compensa muito, até porque eles já dão o pacote completo: a pessoa vende pela internet e eles já divulgam o produto, recebem o dinheiro, enviam com rapidez e segurança, tem sistema antifraude, que evita reclamações e tudo mais. Eu super recomendo mesmo”, elogia.

A gerente de Produtos Mercado Pago no Brasil, Marlei Silva, explica que o objetivo da empresa é mesmo deixar o empreendedor focado no cuidado com o serviço que ele oferece: “Nossa proposta de valor é oferecer um ecossistema completo aos empreendedores, que envolve soluções financeiras omnichannel para que eles possam gerenciar seus negócios com facilidade e total segurança, preocupando-se 100% com o seu próprio negócio, serviço ou produto que comercializa.”

Os serviços de todo o ecossistema Mercado Livre foram pensados para tornar mais simples e segura a sua experiência de comprar e vender. Clique aqui e saiba o que podemos fazer por você. Clique aqui e descubra tudo o que podemos fazer por você.