A curva de crescimento da Black Friday no Brasil parece estar longe de estacionar. Se desde 2010 a data vem ganhando importância econômica e cultural no país, em 2017 houve um aumento global das vendas de 14% ao ano passado, segundo relatório divulgado pela consultoria Ebit (https://www.ebit.com.br) publicado pelos principais jornais do Brasil. A movimentação total na data no Brasil foi de R$ 2,1 bilhões.

As vendas pela internet, desde sempre o habitat natural da Black Friday nacional, cresceram 10,3% (com um aumento de 81,8% das vendas pelo celular). Os dados colhidos pela empresa de tecnologia de serviços financeiros Mercado Pago são ainda mais impressionantes, registrando um aumento de 91% em relação aos itens comprados em 2016.

Para o gerente de novos negócios do Mercado Pago, André Povoleri Caiaffa, a tendência é que a Black Friday ainda ganhe muito espaço, especialmente no e-commerce brasileiro: “Hoje o varejo online ocupa apenas 4% de todo o comércio, enquanto em países desenvolvidos esse número chega a 20% do total”, ele diz. “Então, quanto mais crescer o comércio eletrônico, mais crescerá a Black Friday.” Caiaffa acredita que a grande marca deixada pela Black Friday de 2017 foi, além do crescimento no volume de vendas, mostrar que há “cada vez mais players jogando o jogo”: “E o jogo é o da honestidade com o cliente, promoções verdadeiras com bons produtos, com varejistas de todos os tamanhos, buscando um consumidor que se informa e não se deixa enganar.”

Confira no infográfico abaixo mais dos grandes números da Black Friday no Mercado Pago: